domingo, 19 de agosto de 2007

DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO – DSI


Apesar da importância do Desenvolvimento de Sistemas de Informação (DSI) como um dos componentes básicos da disciplina de Sistemas de Informação (SI), os livros textos de SI nem sempre tratam do assunto de uma forma completa e compreensiva.

Com isto, as falhas dos sistemas de informação são omitidas, oriundas em geral da fase de desenvolvimento, passando-se a imagem ou idéia para os estudantes de sistemas de informação de que os mesmos sempre funcionam de forma maravilhosa e perfeita.

Além disto, a visão determinista da tecnologia é reforçada, a qual tenta mostrar o quanto a tecnologia está afetando a sociedade. Mas será que o contrário não ocorre, ou seja, será que a tecnologia não é afetada pela sociedade? A visão determinista parte do princípio de que o homem deve se adaptar à tecnologia. Contudo, o mais correto seria que a tecnologia se adaptasse às necessidades humanas. Ora, se muitos sistemas de informação falham, por que se tem que a eles se adaptar? Isto significa um sofrimento para o ser humano.

A literatura tem mostrado que o índice de falhas de alguns projetos de tecnologias do modismo administrativo, a exemplo das tecnologias de CRM, Business Intelligence e de Apoio às Decisões, corresponde a mais de 50% (cinqüenta por cento). Muitas vezes o que é proposto como solução para as empresas termina sendo evidenciado como mais um problema. Apesar da existência de toda tecnologia, estamos vivendo num mundo marcado por problemas e não por soluções. Por conta disto, surgem as preocupações com o componente de desenvolvimento, que ainda continua enfatizando as metodologias tradicionais de DSI. Tais metodologias enfatizam apenas as questões técnicas de desenvolvimento, que são importantes, mas as questões sociais são mais ainda.

Neste sentido, os livros textos de sistemas de informação ao tratarem do DSI não deveriam se limitar apenas a apresentar as metodologias tradicionais de DSI, a exemplo da análise estruturada e o chamado ciclo de vida tradicional. As metodologias alternativas ou novas, que tratam mais das questões sociais, deveriam ser enfatizadas. Da mesma forma que é importante tratar da análise de requisitos numa metodologia tradicional, é mais do que importante tratar dos requisitos sociais. Em resumo, o DSI deve enfocar tanto as questões técnicas quanto organizacionais, sociais e políticas, geralmente esquecidas pelos desenvolvedores de tecnologias.

É preciso esclarecer que sem tecnologia a sociedade perde o seu potencial, mas sem uma direção social, a tecnologia não floresce como deveria. Sem dúvida, os sistemas de informação afetam a sociedade, mas o quanto os conceitos humanos e sociais afetam os sistemas de informação, o seu desenho, uso e avaliação devem fazer parte dos estudos de DSI.

Se as pessoas muitas vezes não estão dispostas a aceitar e usar os sistemas disponíveis ou se o medo de computadores, confiança, resistência a novas tecnologias e a falta de compreensão da importância de novas tecnologias tendem a limitar o uso delas dentro das organizações, podemos reconhecer o quanto a tecnologia pode ser afetada pela sociedade.

Por esta razão não se pode mais continuar desenvolvendo sistemas de informação para as pessoas, mas com as pessoas, resgatando a condição humana que tem sido relegada como secundária em relação à tecnologia.

Um comentário:

Anônimo disse...

Realmente, é preciso que haja uma conscientização, por parte dos programadores e gerentes de TI, da importância que a questão social tem no que se refere à tecnologia. Como diz, de forma clara e correta, o artigo, em questão: "Sem tecnologia a sociedade perde o seu potencial, mas sem uma direção social, a tecnologia não floresce como deveria".

Andréa Lorenzo
Administração-UFPB